O Rock Progressivo Italiano


Por Diego Camargo

Hoje me deu vontade de falar sobre a Itália e o Rock Progressivo que por lá foi feito na década de 70. Falar sobre como o som virou um Ouroboros.

Praticamente o próprio estilo se engoliu!

Como assim? Vocês poderiam se perguntar. Pensem nisso, já viram a infinidade de bandas que existem na Itália dos anos 70?
Sites como o Progarchives e Italian Prog deixam a coisa bem clara, a quantidade de bandas e artistas desse país são tão grandes que até assustam.
Sim, é uma lista gigante e bizarra, só para que vocês tenham idéia, eu tenho cerca de 20Gb de áudio única e exclusivamente italiano com mais de 160 bandas/artistas, e eu não tenho nem 1/3 dessa lista toda, a coisa toda nos anos 70 funcionou de forma bizarra e rápida demais.

Sem contar o fato que normalmente os ouvintes são amantes fiéis do estilo italiano, todo cheio de peculiaridades.

Banco Del Mutuo Soccorso

Agora imaginem o seguinte: você tem uma demanda de 10 bandas lançando disco nessa semana, mas existem 50 pessoas para comprar esses discos, e nem todos tem dinheiro ou vontade de comprar todos os discos, o que acontece no fim das contas? Simples! As bandas acabam afundando por falta de público, são raríssimas as bandas que conseguiram lançar mais que 3 discos nos anos 70, e as poucas que conseguiram são os medalhões e que ainda estão na ativa.

Premiata Forneria Marconi, Le Orme e Banco Del Mutuo Soccorso, essas ainda atuam e lançaram uma série de discos ao longo das décadas e são mundialmente conhecidas.

Dessas bandas principais meus destaques são:
– Premiata Forneria Marconi – fase clássica Storia Por Um Minuto (1972) e o meu favorito Chocolate Kings (1975).
– Banco Del Mutuo Soccorso – Darwin! (1972)
– Le Orme – Felona E Sorona (1973)

I Giganti

Outras bandas apesar de terem lançados poucos discos em suas carreiras acabaram se tornando bandas clássicas também, são elas: Il Balleto Di Bronzo, Quella Vecchia Locanda, Il Rovescio Della Medaglia, Corte Dei Miracoli, Raccomandata Com Ricevuta Di Ritorno, L’Uovo Di Colombo, Alan Sorrenti, Osanna, Nova, New Trolls, Campo Di Marte, Museo Rosenbach, Jumbo, Jacula, Acqua Fragile, Formula 3, Alphataurus, I Giganti, De De Lind, Goblin, Cherry Five, Bliglietto Per L’inferno e Locanda Delle Fate e muitos outros.

Algumas dessas bandas acabaram se tornando ‘cult’ ao longo dos anos.

Dessas leva os meus destaques são:
– I Giganti – Terra In Bocca ‘Posia Di Um Delitto’ (1971)
– Alan Sorrenti – Aria (1972)
– Museo Rosenbach – Zarathustra (1973)
– Alphataurus – Alphataurus (1973)
– Cherry Five – Cherry Five (1975)
– Corte Dei Miracoli – Corte Dei Miracoli (1976)
– Locanda Delle Fate – Forse Le Lucciole Non Si Amamo Più (1977)

Paradiso A Bazzo Prezzo

Algumas bandas não ficaram conhecidas e ainda hoje não foram descobertas, na minha modesta opinião algumas delas são: Capitolo 6, Il Baricentro, Il Volo, Blocco Mentale, Juri Camisasca, Automat e muitas outras.

Das bandas menos conhecidas que eu acabei de citar, os meus destaques são:
– Capitolo 6 – Frutti Per Kagua (1972)
– Blocco Mentale – POA (1973)
– Juri Camisasca – Finestra Dentro (1974)
– Il Baricentro – Sconcerto (1976)
– Automat – Automat (1978)

Le Orme

Dentro desse ‘gênero’ chamado Progressivo Italiano, é claro, que temos os subgêneros, como o Sinfônico, o Hard, o Psicodélico, o Eletrônico e o Fusion, por exemplo.

Há ainda as bandas que vieram nas próximas décadas, claro que os anos 70 foram mais frutíferos, mas principalmente os anos 90 foram bem-vindos também.
Nos anos 90 posso citar excelentes bandas, todas com uma sonoridade mais moderna, porém com todo o espírito 70’s nas veias. São elas: A Piedi Nudi, Abiogenesi, Finisterre, La Maschera Di Cera, Arjuna, Gatto Marte e Standarte.

Dessas bandas eu posso recomendar:
– Abiogenesi – Il Giocoscuro (1996)
– Finisterre – La Meccanica Naturale (2004)

Finisterre

A coisa toda é a seguinte: todas essas bandas (me refiro as bandas dos anos 70) surgiram em uma mesma época, parecem que os jovens cresciam e todos recebiam algum instrumento musical, porque são muitos músicos em uma mesma época, fazendo assim com que o gênero e as bandas não obtivessem sucesso, mas deixassem um legado que faria inveja a toda a Europa do tempo dos compositores clássicos dos séculos XVII e XVIII.

Quis fazer um apanhado, mesmo que breve, sobre essa cena tão rica e tão bem servida de belas bandas e, principalmente, belos discos.

Comentários são sempre bem vindos.

Fontes para maiores informações:

Italian Prog

Progarchives

Progbibliography

Rock Progressivo Italiano – O Livro

Il Ritorno Del Pop Italiano – Livro

Wikipedia – Inglês

Wikipedia – Português

Last FM

Abraços

… and the Progshine!

Autor: Diego Camargo

Editor chefe do Progshine

24 comentários em “O Rock Progressivo Italiano”

  1. Graaaande Diego!
    Se na música pop em geral encontramos os famosos ‘one hit wonders’, na Itália progressiva dos anos 70 o que mais encontramos são as ‘famosas bandas desconhecidas que só lançaram um disco para virar item de colecionador’ rsrsrs Bom sistema de educação dá nisso, a quantidade de músicos é tão grande quanto a de qualquer outro profissional, é uma questão de aptidão e vocação. No final das contas, cabe a nós peneirar com malha fina (ou não…) e dar o devido valor ao que foi encontrado, mas acho que quem ganha mesmo com isso é a gente, já que um prog meio ruim é melhor que qualquer pop bundão que assola o mundo atualmente.
    Valeu, meu camrada!
    Grande abraço.
    ML

    Curtir

  2. Marcello sempre com sábias palavras 🙂

    Perfeito cara, vc exemplificou uito bem o lance da era italiana, sem contar que ‘já que um prog meio ruim é melhor que qualquer pop bundão que assola o mundo atualmente.’ é genial hahahaha

    Abraços

    Curtir

  3. Será que esta na genética dos italianos, já que a Itália foi um dos berços da música clássica ou será que as mulheres italianas criavam uma espécie de aura romântica e poética que influenciava os caras, ou as duas…

    Abração
    NS

    Curtir

  4. O texto é algo que eu tinha na mente mas não conseguiria colocar em palavras. Sempre que pegamos aquele prog-rock-fusion etc etc, sempre tem um italiano sagaz que fez ao mínimo um cd. E o mercado, não apenas na época, não consegue absorver tanta banda. Estamos falando do Brasil, mas se eles viessem aqui, passariam fome. A não ser os ícones, quando em menos de 4 horas já venderam todos os ingressos, especialmente quando o Bradesco ou qualquer outra empresa reserva uma penca de ingressos pra clientes. (só um desabafo!) Abraço a todos!

    Curtir

  5. O Rock Progressivo italiano é único, embora haja quem afirme que uma banda italiana tenha uma correspondente inglesa (p.ex. Le Orme e E, L&P). Como Nelson, acima, acho tem sim algo de genética, porém de genética cultural. Posso dizer que sou um felizardo e morrer em paz, pois, assisti shows do PFM, BMS e Le Orme. Os melhores da minha vida.

    Grazie Prog Italiano, mama mia.

    Curtir

  6. Bem, quase que arrumo briga quando disse, num blog, que não existe mulher melhor que as italianas. Entretanto, apesar de gostar do rock italiano, prefiro o inglês e o alemão. E confesso que fiquei impressionado de como os navegantes e bloggers apreciam tanto o prog italiano.

    Curtir

  7. O texto é muito bom e resume bem a “enxurrada” de Italian Prog Bands.
    Contudo, gostaria de humildemente acrescentar uma pequena coisa.
    Talves, devido a estar “fora” do grande circo europeu na Inglaterra, muitos italianos “fracassaram” no underground, não só pela quantidade de bandas mas, muitas delas pela coragem no experimentalismo.
    Bandas como Area, Jacula e outras não são para ouvintes usuais nem de progressivo, e independente de gostar ou não, requerem uma maturidade musical acima da média.

    Valeu!!

    Curtir

  8. Pingback: Eva B
  9. Pingback: Trikke
  10. Amo o Progressivo desde que me conheço por piá!

    Tchê, o mundo Progressivo da Itália, é realmente bem singular.

    Le Orme é uma banda de qualidade absurda, Banco del Mutuo Soccorso também!

    Mas recomendo também o esperimentalismo do Goblin – Roller(1976)

    Recomendo o Progressivo com Rifs muito pesados (pendendo pro Heavy Metal) do J.E.T. – Fede, Speranza Carità(1972)

    E claro Nuova Idea – Clowns (1973)

    Curtir

  11. Conheci este mundo mágico há pouco tempo;mas,pelo que já ouvi…Minha nossa!É de arrepiar.
    Minha banda predileta,é o Banco Del Mutuo Soccorso,o PFM também.É um som absolutamente diferente de todas as bandas que já ouvi;quer dizer,cada banda tem o seu potencial,um toque diferente.
    Parabéns pelo site,muito bom mesmo!
    Continue assim.

    Curtir

  12. Olá amigos! Tomo a liberdade de chamá-los de amigos, pois apreciamos o mesmo gênero de música, portanto somos amigos. Eu, desde a minha infância e da minha adolescência, nos anos 70, fui fanático pelos Beatles e principalmente da fase pós disco Revolver (Strawberry fields forever, I am the Walrus, All you need is love, A day inthe life e Sgt. Pepper´s). Eu gosto das músicas mais experimentais e mais bem elaboradas dos Beatles, que deram a introdução ao Rock Progressivo. Mas a partir do momento que ouvi Pink Floyd e os outros grandes da época como Yes, Rick Wakeman, Vangelis, Genesis, Emerson Lake and Palmer e Jethro Tull, passei a adotar o Rock Progressivo como o meu gênero de música predileta. Na época, através da Radio Cultura, eu ouvi algumas bandas alemãs e italianas, fiquei mais fascinado ainda, porém muitos não apreciam este estilo e sempre foi dificil encontrar apreciadores, achando-me muitas vezes um ser diferente. Aprecio muito a música erudita (clássica) e sei que os músicos destas bandas tem formação clássica e este site demonstra bem o mundo do rock progressivo italiano, parábens e precisamos ouvir cada vez mais estas músicas. Abraços a todos!

    Curtir

  13. é maravilhoso o progressivo da italia !! pfm le orme alphataurus e tantos outros !!! nao perdem nada para bandas consagradas e olha que sou brasileiro e tenho uma banda a mais de 10 anos chamada innocence de progressivo na linha de river side , porcupine tree , nectar, tool, genesis, karnataka . nao sou italiano entao posso falar a verdadade !! espero que esse rock nunca acabe !! nos anos 70 eu acho que faltaram mais videos de bandas italianas nem todos tem mas vale muito acompanhar o you tube e ver esses verdadeiros herois da musica viagem e pscodelica forza italia avante musicos da verdadeira musica !!!!! parabens italia !!

    Curtir

  14. ola amantes do progressivo ouçam innocence no my space e comfiram nova força do progressivo brasileiro !! divulgando o ep children without faces com cinco musicas proprias !!! email banda prog innocence @ hot mail. com obrigado

    Curtir

  15. Achei bem legal o material disponivel no site.Ouvi progreessivo desde a minha adolescencia, anos 70, quando os vinis, eram disputados em lojas como a modern sound e bilboard (no Rio). Bandas como banco, pfm, locanda, le orme dentre outras, formaram de alguma forma meu “perfil”musical. Gostaria de ver algum material sobre bandas como Celeste,Campo di Marte,Semiramis,Odissea. Parabéns e um forte abraco.

    Curtir

  16. ci voglia parlare da una band fantastica, tantissimo sconociuta ma che merita mencione: si chiama IL PAESE DEI BALOCCHI. il loro stillo sembra quel svoluto da CELESTE e qualche verossimilitu con la venia piu melodica da PFM.
    Grazzie mille e progressivi salutti

    Curtir

  17. Il Paesi dei Balocchi é, sem sombra de dúvida, um dos melhores álbuns de rock progressivo italiano que já ouvi. Sou estudioso do progressivo italiano. Tenho ouvido algumas bandas muito raras do movimento tais como Manta, Gli Opera, Raminghi, Antica Tradizzione etc..) e conheço muitas outras bandas que chegaram a gravar um único trabalho e desapareceram por completo em função de todos os motivos já relacionados nos comentários anteriores. Inclua-se nesta lista o próprio Il Paesi dei Balocchi, que fez um LP de altíssimo nível e não gravou mais nada. Saudações aos fâs de progressivo, principalmente os que amam os italianos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s