Flaming Lips Lança Bala De Goma Em Formato De Feto Com Novas Músicas


Por Gustavo Guimarães

Os CDs estão em vias de extinção, os novos vinis são caros demais para grande parte dos consumidores e o download pago parece estranho a quem já está acostumado a baixar música gratuitamente. A indústria musical pode não saber mais como comercializar canções e combater a pirataria, mas os malucos do grupo de rock Flaming Lips encontraram um formato realmente inusitado para vender suas novas composições: caveiras e fetos feitos de jujuba…

No começo deste ano a banda lançou The Flaming Lips 2011 Gummy Song Skull, uma caveira feita de jujuba (ou “gummy candie”, como são chamadas nos EUA as populares balas de goma), contendo um pen drive com quatro canções, pelo preço de 150 dólares. O pen drive vem inserido no centro da caveira, e para ser retirado é preciso romper (ou comer, se você não estiver de regime) o crânio gelatinoso. Neste mês foi anunciada “The Flaming Lips 2011 Gummy Song Fetus”, outra jujuba, desta vez em forma de feto, com mais três músicas. As primeiras caveiras de goma foram levadas a uma loja de discos e vendidas pelo próprio vocalista da banda, Wayne Coyne.

Os produtos logo passaram a ser comercializados através do site oficial do Flaming Lips, mas por serem fabricados em pequenas quantidades se esgotaram rapidamente. Para o público que não quer se arriscar a ter uma dor de estômago, as canções têm sido disponibilizadas na internet. Se você não tem paciência para músicas instrumentais e devaneios experimentais, vá direto para a pesada ‘Walk With Me’, do Gummy Skull, e a psicodélica ‘Enthusiasm For Life Defeats Existential Fear Part 2’, do Gummy Fetus, que estão entre as melhores faixas gravadas pelo grupo nos últimos anos.

Assista Wayne entregando a Gummy Skull:

Criado em 1983, na pequena cidade norte-americana de Norman, o Flaming Lips fez relativo sucesso em rádios alternativas com seu rock psicodélico, melódico e ruidoso. O maior hit da banda foi a divertida ‘She Don’t Use Jelly’, lançada em1993. Apartir de 1997 passaram a explorar sons e formatos mais experimentais, em criações como o álbum Zaireeka (1997), composto por 4 CDs que deviam ser tocados ao mesmo tempo. The Soft Bulletin (1999), repleto de instrumentos eletrônicos e arranjos orquestrais, foi o primeiro de uma série de álbuns nos quais o Flaming Lips buscou uma sonoridade refinada e complexa, deixando de lado o rock barulhento.

Entre incontáveis atividades não muito comuns, o Lips recentemente gravou um clipe com dezenas de pessoas nuas e fez shows em um cemitério de Hollywood. Atualmente a banda está finalizando a gravação de uma nova canção, intitulada ‘I’m Working At NASA On Acid’.

As 3 músicas podem ser ouvidas logo abaixo:

Enthusiasm For Life Defeats Existental Fear Part 2

Steven’s Moonbow

Squishy Glass

Site
Myspace
Fonte

Leia outras notícias sobre o Flaming Lips

Autor: Diego Camargo

Editor chefe do Progshine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s