Resenha: The Pineapple Thief – Your Wilderness (2016)


Por Lucas Scaliza
Originalmente publicado no Escuta Essa Review

Artist: The Pineapple Thief
Disco: Your Wilderness
Data de lançamento: 12 de Agosto de 2016
Selo: Kscope
Tempo total: 41:30
Disponível em: CD, LP & Digital

Resenha:

Ainda morno, mas ficando mais interessante com uma ajudinha de Gavin Harrison

No mundo da música progressiva, o The Pineapple Thief é uma das que luta para ser encarada como tal, mas sua música, mesmo quando se autoproclama progressiva, continua sendo mais pop rock do que progressivo em si. Assim, a banda de Bruce Soord sempre promete, mas nem sempre cumpre.

A KScope investiu tempo e dinheiro na divulgação de ‘Your Wilderness’, dada a boa recepção que ‘Magnolia’ (2014) obteve e pelos músicos envolvidos no novo álbum. Gavin Harrison, o baterista do Porcupine Tree e atualmente no King Crimson (e em uma série de projetos paralelos), é o nome que faz a maior diferença. Se não fosse por ele, muito do brilho de ‘Your Wilderness’ seria perdido. John Helliwell, do Supertramp, também embarcou munido de seu clarinete. Geoffrey Richardson, do Caravan, contribuiu com nada menos que um quarteto de cordas, sem falar em um coral de quatro vozes e a presença da guitarra de Darran Charles (Godsticks) – que também faz a diferença.

Foto: Rob Monk

O problema da maior parte do repertório do The Pineapple Thief é não ser ousado e fazer com que as faixas, uma após a outra, não sejam capazes de manter o ouvinte instigado. Um dos problemas de ‘Your Wilderness’ é praticamente todas as faixas terem uma abordagem muito regular, o que não contribui para manter o álbum interessante do início ao fim. Mesmo com seus nove minutos de duração, “The Final Thing On My Mind” é uma faixa que só mostra sua força graças a incrível performance de Harrison aliado ao baixo muito bem casado de Jon Sykes.

Se Soord continua apostando nessa concisão estética morna e, dessa forma, nunca faz o The Pineapple Thief estourar de vez e mostrar os dentes, pelo menos seus convidados fazem tão bem suas partes que o disco ganha um pouco mais de vida graças a eles. Se as melodias são OK e as harmonias são muito bem complementadas pelo teclado de Steve Kitch, o ritmo quase sempre pareceu conduzir as músicas de forma muito linear. Daí que colocar Gavin Harrison no kit de bateria é uma ótima ideia. “In Exile” é ele quem dita o caminho da música e empresta suas habilidades com os contratempos para tornar a faixa interessante.

Sempre que a dinâmica faz a diferença, procure pelas baquetas e estampidos de Harisson. “Tear You Up” é o melhor exemplo. Com uma das passagens mais intensas do disco, tem os versos mais doces também. A calma e atmosférica “That Shore” se beneficie da voz terna de Soord e do bom gosto geral de Kitch para efeitos eletrônicos e escolha de texturas. “Take Your Shot” é aquela boa música que só não é ótima por falta de ousadia da banda. O solo de guitarra de Darran Charles dá a potência que a canção deveria ter do começo ao fim. Aliás, o solo no final de “In Exile” é outro dos grandes momentos de ‘Your Wilderness’. Além da percussão experta, a balada “Fend For Yourself” ganha um belo solo de clarinete, um bom coral e o quarteto de cordas. Apesar da utilização convencional desses novos elementos, o saldo é positivo. Apesar de não ser o rock mais vigoroso da Inglaterra, não dá para contestar o bom gosto de Bruce, Gavin, Steve e demais envolvidos.

Em termos de rock progressivo, o The Pineapple Thief acaba ficando no meio do caminho tanto no rock, já que sua música não é tão picante, quanto no progressivo, já que falta experimentar mais. Mas é possível ouvir a banda melhorando. Não é um excelente disco, mas também não é ruim. A banda gravou a si mesma, com exceção da bateria, que Harrison gravou sozinho em seu estúdio, entregando suas partes prontinhas para a mixagem final. Deram liberdade ao cara certo e, talvez sem ele, ‘Your Wilderness’ soasse menos morno e mais frio.

—————————————-

FICHA TÉCNICA:
Artista: The Pineapple Thief
Ano: 2016
Álbum: Your Wilderness
Gênero: Post Prog
País: Inglaterra
Músicos: Bruce Soord (voz, guitarra, teclados), Jon Sykes (baixo, vocais), Steve Kitch (teclados), Gavin Harrison (bateria), John Helliwell (clarinete), Geoffrey Richardson (cordas), Darran Charles (guitarra)

 

MÚSICAS:
1. In Exile 5:40
2. No Man’s Land 4:20
3. Tear You Up 4:53
4. That Shore 4:36
5. Take Your Shot 4:34
6. Fend for Yourself 3:49
7. The Final Thing on My Mind 9:52
8. Where We Stood 3:46

 

Compre o disco: CD / LPDigital

 

Ouça

 

Anúncios

Autor: Lucas Scaliza

Jornalista e fotógrafo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s