Resenha: Marco Minnemann – Schattenspiel (2016)


Por Gustavo Souza Lopes
Originalmente publicado no Blog do Gusta

Experimentação e virtuosismo na bateria

Mais um lançamento solo para o ano de 2016 do baterista virtuoso alemão Marco Minnemann, ‘Schattenspiel’ segue a mesma linha dos álbuns instrumentais do baterista e de artistas do mesmo calibre: dezenas de trechos improvisados, experimentação ao extremo com alguns momentos organizados. Um prato cheio para os amantes do gênero, talvez não tão acessível mesmo para os ouvidos mais desafiadores.
Continue Lendo “Resenha: Marco Minnemann – Schattenspiel (2016)”

Resenha: Van Der Graaf Generator – Do Not Disturb (2016)


Por Gustavo Souza Lopes
Originalmente publicado no Blog do Gusta

Seriam os últimos suspiros?

Depois de um hiato de quase 30 anos e com seus integrantes beirando os 70, os britânicos do Van der Graaf Generator insistem no rock progressivo mais purista, depois de seu inicio experimentando combinações entre o rock e estilos como new-age, synthpop e reggae. A banda, que recebeu o prêmio “Lifetime Achievement” no britânico Progressive Awards 2016, parece se despedir com um resumo do melhor de sua carreira.
Continue Lendo “Resenha: Van Der Graaf Generator – Do Not Disturb (2016)”

Resenha: Riverside – Eye Of The Soundscape (2016)


Por Gustavo Souza Lopes
Originalmente publicado no Blog do Gusta

Uma coletânea divulgada erroneamente como álbum, que apela para o lado emocional dos fãs com os últimos registros gravados do falecido guitarrista Piotr Grudziński, Eye of the Soundscape pode ter diferentes significados para a carreira do Riverside. Duplo, somente com faixas instrumentais, pode assustar o ouvinte desavisado, ou aqueles que conhecem a carreira da banda/Mariusz Duda apenas através das versões usuais de estúdio. Para os que já conhecem, pouco é trazido de novo, como um resquício final da era em que o Riverside foi um quarteto, ou um preludio para um novo Riverside que pode jamais preencher esta lacuna. Continue Lendo “Resenha: Riverside – Eye Of The Soundscape (2016)”

Matéria: Mas Afinal, O Que É Prog?


afinal-o-que-e-prog

Por Gustavo Souza Lopes
Originalmente publicado no Blog do Gusta

Desde que comecei a publicar minhas resenhas, tenho usado termos como Prog, Ecletic Prog, rock progressivo, metal progressivo, entre outros, mas para muitos, sei que esta não é uma definição clara ou de fácil associação. Nem mesmo para mim é, mas neste artigo pretendo ilustrar de alguma forma o que estes “rótulos” significam ou representam. Continue Lendo “Matéria: Mas Afinal, O Que É Prog?”