Esparso Sideral: Porque Ouvir Rock Progressivo Hoje Em Dia?


rush4_660
Geddy Lee do Rush em momento apoteótico

Por Rafael Senra

“Rafael, porque você escuta rock progressivo?”, foi o que um amigo me perguntou certa vez. “Gosto pessoal”?, pensei. Mas logo entendi que a dúvida do amigo tinha a ver com a necessidade de buscar funções práticas para a música. Por exemplo, ele gostava muito de funk – não o carioca, mas o estilo de artistas como James Brown, Tim Maia, Funk como Le Gusta, etc. Quando devolvi a pergunta (“e porque você escuta funk?”), a resposta estava na ponta da língua: “porque posso balançar o corpo! É um som com gingado, um som que me faz rebolar, dançar”! Continue Lendo “Esparso Sideral: Porque Ouvir Rock Progressivo Hoje Em Dia?”

Esparso Sideral: Yes – Um Drama Progressivo


O Yes em 1978, na época do Tormato

Por Rafael Senra

Em 1978, época em que o vendaval punk enxugava os excessos da indústria musical, uma das maiores bandas de rock progressivo passava por maus momentos. Depois de um aclamado trabalho em 1977, comemorando a volta da sua formação clássica, o Yes tentava adaptar sua sonoridade para os novos tempos, o que resultou no fraco Tormato (1978). Continue Lendo “Esparso Sideral: Yes – Um Drama Progressivo”

Esparso Sideral: King Crimson – Na Corte Da Desconstrução


Por Rafael Senra

Eu tenho uma teoria sobre o King Crimson, que se fundamenta na seguinte premissa: Robert Fripp e companhia lançaram um influente capítulo do progressivo com o exemplar In The Court Of Crimson King (1969); e nos anos seguintes trataram de desconstruir a pedra fundamental erigida por eles mesmos. Continue Lendo “Esparso Sideral: King Crimson – Na Corte Da Desconstrução”

Esparso Sideral: Os Dois Lados Da Lua – Roger Waters & David Gilmour


David Gilmour & Roger Waters

Por Rafael Senra

Dentre os fãs de Pink Floyd, existe um debate nada discreto que, vez ou outra, dá as caras em bate-papos e conversas de boteco: quem teria feito mais para a música e a lenda da banda; Gilmour ou Waters? Continue Lendo “Esparso Sideral: Os Dois Lados Da Lua – Roger Waters & David Gilmour”

Esparso Sideral: Esquinas Progressivas – Parte 2


O Clube Da Esquina em peso pronto para ação

Por Rafael Senra

Nessa parte, continuamos mapeando os momentos em que os integrantes do Clube Da Esquina (pra quem não conhece, um movimento musical mineiro capitaneado por Milton Nascimento) flertaram mais intensamente com o Rock Progressivo. Continue Lendo “Esparso Sideral: Esquinas Progressivas – Parte 2”

Esparso Sideral: Esquinas Progressivas – Parte 1


O Clube Da Esquina antes da fama (Lô Borges, Beto Guedes e Milton Nascimento)

Por Rafael Senra

Gênero musical nascido no final dos anos 60 e que teve seu auge na década de 70? Gênero caracterizado pela riqueza harmônica e melódica? Gênero que mescla procedimentos típicos do Rock com influências de Jazz e música clássica? Parece que estou falando de Rock Progressivo, certo? A descrição, contudo, se encaixaria bastante em um certo movimento musical de Minas Gerais, o Clube da Esquina. Continue Lendo “Esparso Sideral: Esquinas Progressivas – Parte 1”