Led Zeppelin Ganha Tributo Com Grandes Nomes


Por: Henrique Inglez de Souza

Depois da festejada reunião do Led Zeppelin no final do ano passado, a banda britânica voltou a ser destaque. Além das inúmeras especulações a respeito de uma turnê e de uma coletânea dupla, Mothership, chega a vez das homenagens. LedBox – The Ultimate Led Zeppelin Tribute acaba de chegar ao mercado e mostra o prestígio de Robert Plant, Jimmy Page, John Paul Jones e John Bonham.

Um supertime de músicos das mais variadas vertentes do rock registrou as 25 faixas do lançamento, que é duplo. Entre os nomes estão guitarristas de primeira, como Steve Morse (Deep Purple), Manny Charlton (ex-Nazareth) e Bruce Kulick (ex-Kiss). O tributo contou também com Joe Lynn Turner (ex-Rainbow, ex-Deep Purple), Rick Wakeman (Yes) e Paul Di’Anno (ex-Iron Maiden).

LedBox – The Ultimate Led Zeppelin Tribute chega ao mercado pela Cleopatra Records e tem as seguintes músicas:

Disco 1
01. Good Times, Bad Times
02. Houses Of The Holy
03. Babe I’m Gonna Leave You
04. When The Levee Breaks
05. Dazed and Confused
06. Whole Lotta Love
07. You Shook Me
08. Immigrant Song
09. Ramble On
10. Rock And Roll
11. D’yer Mak’er
12. Stairway To Heaven

Disco 2
01. Fool In The Rain
02. Dancing Days
03. Heartbreaker
04. Black Dog
05. All My Love
06. Kashmir
07. Misty Mountain Hop
08. The Ocean
09. Houses Of The Holy
10. The Rover
11. Dancing Days
12. Nobody’s Fault But Mine
13. Stairway To Heaven

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre o Led Zeppelin

Anúncios

Timo Tolkki, Guitarrista Do Stratovarius Tem Gravações Originais De Sua Ópera Rock Roubadas


O finlandês Timo Tolkki, guitarrista do Stratovarius, tem se dedicado a uma de suas obras mais audaciosas: uma ópera-rock intitulada Saana – Warrior Of Light Part I, escrita pelo músico como um trabalho paralelo ao que realiza com sua banda de metal melódico.

Prevista para ser lançada por volta de abril ou maio, a ópera-rock já estava praticamente finalizada. Timo Tolkki produzia as fotografias para o material promocional quando tudo foi roubado. Tanto os originais de Saana – Warrior Of Light Part I como a arte da capa e uma bela guitarra Fender Stratocaster Jeff Beck roxa foram roubados em Helsinque (Finlândia).

As chances de reencontrar seus bens perdidos são mínimas. Depois desse incidente, o guitarrista disse não ter previsão do lançamento do projeto.

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre Timo Tolkki

Os Fãs Da Casa Das Máquinas Já Podem Comemorar!


A possibilidade do retorno da banda vem sendo estudada há tempos, mas agora é fato! O grupo que revolucionou o rock nacional nos anos 70 volta aos palcos, enquanto prepara um novo CD para 2008.
Dez anos se passaram desde o último álbum da banda. Este novo CD da Casa das Máquinas, além de músicas inéditas dando seqüência à carreira, contará com algumas regravações em novos arranjos.
O time que irá se apresentar no Festival Psicodália de Carnaval 2008 em 3/2/2008 na serra do Tabuleiro em Santa Catarina (não consegui confirmar se o encontro realmente aconteceu!), já está definido e conta com alguns integrantes originais, como; Netinho na bateria, seu irmão Marinho Thomaz na segunda bateria e Mario Testoni nos teclados e ainda no baixo e vocal Andria Busic (Dr. Sin) e na guitarra Faíska.
Casa das Máquinas

Breve histórico
Em 1973, o baterista Luiz Franco Thomaz, Netinho, apoiado pelo empresário e amigo Luiz Fernando Rocha, adquiriu toda infra-estrutura erguida pelo grupo Os Incríveis recém separado e sob nova direção, a Casa mudou de nome, literalmente.

Os tempos mudavam. Baseado na idéia de um bom e agitado rock’n’roll, o baterista criou o super grupo Casa das Máquinas, que logo partiu para apresentações por todo o Brasil.
As concorridas turnês nacionais, graças à grande estrutura de produção própria, incluindo escritório para comercializar os shows, equipe técnica, estúdio de gravação, equipamento completo de som, luz, amplificadores Marshalls, transportes, permitiam apresentações até em grandes estádios.
João Araújo, presidente da Som Livre comprou a idéia. Confiando no trabalho, deixou a produção à cargo de Netinho e em 1974 foi lançado o primeiro álbum, “Casa das Máquinas”, com destaque para a faixa ‘Tudo porque te amo’.

Fomos a primeira banda de rock da Sigla – Sistema Globo de Gravações de Áudio. A gravadora estava apenas começando, por isso João Araújo pediu ajuda até ao seu filho Cazuza, para escrever o nosso primeiro release”, afirma Netinho. Com a divulgação do CD pela TV Globo, não demorou muito para que a banda ficasse conhecida em todo o Brasil.
Além de Netinho na bateria, a primeira formação contava com Aroldo Binda – guitarra e vocal, Carlos Geraldo – baixo e vocal, Piska – guitarra e vocal e Pique Riverti – saxofone e teclados.
No ano seguinte, prosseguiam com o mesmo sucesso. Era hora de lançar o segundo disco, “Lar de Maravilhas”. Desta vez, o hit principal foi, Vou morar no ar, tema de novela da TV Globo.
Pique deixa o grupo. Marinho Thomaz (irmão de Netinho) e o tecladista Mário Testoni Jr. entram para o time. A nova formação traz um revolucionário diferencial: duas baterias. Com a entrada dos dois Marinhos, o rock tornou-se mais progressivo e mais poderoso.

As primeiras mudanças acarretaram outras, entre elas a saída de Aroldo e Carlinhos, para a entrada de João Alberto, no baixo e de Simbas, no vocal. Em 76 foi lançado o álbum “Casa de Rock”. A faixa-título alcançou um enorme sucesso.
A Som Livre resolveu investir no cenário internacional, lançando em Miami / 1977, uma coletânea de sucessos de artistas brasileiros cantando em castelhano (Rita Lee também estava nessa). A faixa 1 do lado A dos 2 discos LPs, são da “Casa das Máquinas” com Casa de Rock e Todo Porque te Quiero (Tudo Porque te Amo).
Casa das Máquinas, até hoje citada entre as maiores bandas do rock nacional, fez sua última apresentação na Argentina, em 1978. O estádio Luna Park, em Buenos Aires, com capacidade para 10 mil pessoas, foi palco de um encontro histórico entre a banda brasileira, Charly Garcia (Seru Giran), Leon Gieco e Nito Mestre.

“A BANDA QUE SÓ DEIXOU SAUDADE, AGORA VOLTA PRA CONFERIR QUE É A CASA DO TAL ROCK’N’ROLL”.

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre a Casa Das Máquinas

Notícias Sobre O The Flower Kings


A banda The Flower Kings teve que cancelar a turnê americana que estava marcada para Maio de 2008 para se concentrar nas audições para encontrar um novo baterista para as próximas turnês e gravações.

(N.E. Aqui vai uma notícia ruim para nós brasileiros.
Então, se você mora na Suécia, ou próximidades, e acha que pode tocar Rock progressivo como ninguém mais pode, e se você é uma pessoa fabulosa, nos mande um e-mail no flowerkings@foxtrot.se).

Neste exato momento os membros da banda também estão finalizando seus trabalhos solo (KarmakanicWho’s The Boss In The Factory? (2008) e Tomas Bodin – Cinematograph etc.) e também estou mixando um Bootleg Oficial gravado em Whittier na California em 2006 para ser lançado na primavera chamado Carpe Diem – Live In USA (2008).

As faixas serão:
01. Paradox Hotel
02. Psycedelic Postcard
03. Hudson River Jam
04. Just This Once
05. Bass & Drumsolo
06. World Of Adventures
07. Silent Sorrow

Estamos ainda editando e mixando, mas não há nada certo ainda se sairá em DVD a turnê de 2007 com Pat Mastelotto nas baquetas.

Mais uma declaração do Capitão Roine Stolt, ele está prestes a formar um grupo instrumental como “hobby” que ainda não tem nem nome nem integrantes definidos, como ele mesmo disse “Eu preciso voltar a TOCAR, andei envolvido demais na “produção” e “arrumando as coisas” e mais uma série de eventos não relacionadas a música em si, pareço participar mais da logística e da parte burocrática, e cada turnê que passa isso se torna cada vez maior. Quero sair e ensaiar algumas noites com bons amigos e tocar muita música, fazer algumas jams e sentir o cheiro dos amplificadores e de café ou chá, conversar um pouco e tocar ainda mais. Eu acho que serão só 4 integrantes, poderemos utilizar todo os tipos de novas tecnologias e vamos nos divertir com isso, nenhum grande plano, sem dogmas, todo mundo com quem eu falei até o momento são excelentes músicos e tocam uma série de diferentes instrumentos e com certeza não será por prestígio ou fama. Eu posso até tocar baixo, teclados ou guitarra mesmo, realmente não sei, eu tenho uma série de bons temas, o que pode ser um bom começo, eu me sinto bem confiante quanto à isso”.

E sim, estou começando a compilar material para o próximo álbum do Flower Kings, mas isso ainda vai demorar, vamos colocar nesse próximo álbum pelo menos 50% a mais empenho para encontrar as canções e letras certas e também ter certeza que tudo que venhamos a tocar seja 100% direto de nossos corações, e que toquemos com precisão, paixão e sangue. Pode levar um ano ou dois, mas faremos com que valha a pena, fazendo isso com todo o amor para aqueles que amam o The Flower Kings bem como o Rock progressivo, só o melhor!

Roine Stolt, Janeiro 2008.

Site

Leia outras notícias sobre o The Flower Kings

Rafael Bittencourt Lança Disco Solo!


Nas próprias palavras do Rafael, já que o Angra está de ‘férias’, ele se reuniu com alguns amigos e já está em produção do aguardado 1º álbum solo.

Os músicos que o ajudam nessa empreitada são Marcel Cardoso (Kharma) na bateria, e também nas baquetas o antigo baterista do Angra, atual Shaman Ricardo Confessori em duas faixas.

A produção será feita pelo próprio Rafael ajudaddo pelo Thiago Bianchi (Shaman), que também já foi vocalista da banda Kharma.

O disco não tem previsão de lançamento, nem um selo, apesar de algumas especulações, como Rafael disse em seu Site Oficial, ‘Estou fazendo com o maior cuidado cada etapa do processo e o tempo inteiro penso em vocês, meus fãs que me acompanham a tanto tempo. Estou louco para ver a cara de vocês quando ouvirem, hehehe. Finalizando, estou bem ansioso e espero poder compartilhar estes sons junto com vocês ao vivo em breve!’

Opinião Pessoal, Rafael é um ótimo compositor e minhas músicas favoritas do Angra são dele, então esse eu vou esperar ansioso!

Site

Leia outras notícias sobre Rafael Bittencourt