Violeta De Outono E Júpiter Maçã Levam Psicodelia Ao CCJ Em SP


Dia 26, às 17h30, a veterana banda de rock se apresenta no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso como parte das comemorações do Mês do Rock.

Formada há 25 anos, Violeta De Outono é uma das principais bandas do circuito underground paulista. Com dez discos lançados, Fábio Golfetti, Claudio Souza, Gabriel Costa e Fernando Cardoso apresentam show de rock psicodélico no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso, dia 26, às 17h30, ao lado dos gaúchos do Júpiter Maçã e de outros músicos convidados.

Com a explosão de grupos de rock nos anos 80, a maioria deles influenciada pelo new-wave e pós-punk, a proposta do Violeta De Outono foi incomum. A banda buscou sua identidade sonora na psicodelia dos anos 60 e no progressivo dos anos 70 de bandas como Pink Floyd e Soft Machine. “O rock é uma maneira de universalizar a música. Nos anos 60 e 70, ele conseguiu traduzir, em várias línguas e culturas, mensagens populares e jovens, com espírito irreverente, característica do estilo que queríamos fazer”, afirma Golfetti, vocalista da banda.

As apresentações ao vivo são marcantes e o público é fiel. No show, eles tocam clássicos de autoria de Syd Barrett (Pink Floyd), além de músicas próprias como ‘Além Do Sol’ e ‘Fronteira’, ambas do último CD, Volume 7 (2007), e os sucessos ‘Declínio De Maio’ e ‘Dia Eterno’.

Informações:
Local: Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso – anfiteatro.
Endereço: Av. Deputado Emílio Carlos, 3.641. Vila Nova Cachoeirinha. Zona Norte.
Data: Dia 26, às 17h30.
Valor: Gratuíto
Site

Site
Myspace

Leia outras notícias sobre o Violeta De Outono

 

Anúncios

Júpiter Maçã Lança Álbum E Grava DVD Ao Vivo Em Porto Alegre


Depois de três anos da conclusão do álbum, o gaúcho Júpiter Maçã (vulgo Flávio Basso) faz finalmente nesta segunda-feira, em Porto Alegre, o lançamento oficial de Uma Tarde na Fruteira (2008), disponível no Brasil desde fevereiro. O disco havia sido lançado no início de 2007 na Espanha, mas permanecia inédito em território nacional. Com 15 faixas, a versão brasileira tem seis a mais do que a européia, que fazia um apanhado dos álbuns anteriores do roqueiro.

Além de comemorar o lançamento de Uma Tarde na Fruteira (2008), o show na capital gaúcha, no Bar Opinião, também vai render o primeiro DVD ao vivo da carreira de Júpiter.

Ainda nesta semana, o músico viaja para Recife, onde toca em um dos palcos do festival Abril Pro Rock, no próximo sábado (12).

Myspace
Fonte

Leia outras notícias sobre o Júpiter Maçã