Em Seu Aniversário, Fundador Do Pink Floyd Ganha Novo Site Oficial


Syd Barrett, músico inglês fundador da banda Pink Floyd e um dos pioneiros do rock psicodélico, faria 62 anos nesta terça-feira (6), e acabou de ganhar um SITE OFICIAL. O cantor e guitarrista morreu no dia 7 de julho de 2006. Além da biografia e dos discos de Barrett, é possível também vizualizar no site uma série de pinturas realizadas durante seus anos de reclusão, após sua saída do Pink Floyd devido a problemas mentais.

Barrett fundou a banda em 1964, ainda sob o nome de The Abdabs. Depois de uma série de mudanças de formação e de nome, a banda acabou com seu título definitivo quando Barrett juntou os primeiros nomes de dois músicos de blues, Pink Anderson e Floyd Council, que viu em um LP.

Como boa parte das bandas inglesas da época, o Pink Floyd começou fazendo covers de artistas norte-americanos de blues e R&B. Influenciados por jazz, pelos Beatles e pelo LSD, a banda começou a criam músicas mais soltas e improvisadas, no que passaria a ser chamado de rock psicodélico nos anos seguintes.

Com uma tendência à esquizofrenia que foi ampliada pelo uso de LSD, Barrett foi se afastando dos outros membros da banda após o primeiro álbum do Pink Floyd, The Piper At The Gates Of Dawn (1967). Em 1968, a banda chamou David Gilmour para tocar guitarra, tarefa que Barrett não conseguia mais cumprir. Ainda no mesmo ano, ele estava fora da banda.

Carreira solo

O estado mental do músico agravou-se, enquanto tentava uma errática carreira solo, que rendeu dois álbuns lançados em 1970: The Madcap Laughs (1970) e Syd Barrett (1970). Barrett continuou a morar na casa de sua mãe até o fim da vida, assistido pela irmã, Rosemary, que morava ao lado.

Recluso, pouco voltou a falar com os membros da banda, enquanto seu comportamento errático tornou-se tema para lendas e boatos. O Pink Floyd continuou prestando homenagens ao músico, como na música “Brain damage” (“Dano Cerebral”), do disco The Dark Side Of The Moon (1973).

Wish You Were Here (1975) (“Gostaria que você estivesse aqui”), contava com a música “Shine On You Crazy Diamond” (“Brilhe, seu diamante louco”) – durante as gravações da faixa, Syd Barrett apareceu no estúdio e levou Roger Waters, baixista da banda, às lágrimas.

Em outubro de 2008, dois anos após a morte de Barrett devido a um câncer no pâncreas, foi realizado um tributo em homenagem ao músico na sua cidade natal, em Cambridge. O evento, chamado The City Awakes, durou dez dias, e envolveu uma série de exposições, shows e workshops em homenagem à memória de Barrett.

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre o Pink Floyd

Richard Wright, Tecladista E Um Dos Fundadores Do Pink Floyd, Morre Aos 65 Anos


N.E. – É com grande pesar que o Progshine traz essa notícia à todos. Pra mim, é quase como se fosse uma pessoa próxima que se vai.

O tecladista e membro fundador do Pink Floyd, Richard Wright, morreu nesta segunda-feira aos 65 anos após uma curta batalha contra o câncer, conforme anunciou seu assessor.

Wright nasceu em 28 de julho de 1943, em Londres, e conheceu seus companheiros de banda, Roger Waters (baixo e voz) e Nick Mason (bateria), ainda na faculdade. Ele era o terceiro compositor do Pink Floyde contribuiu com músicas nos principais álbuns do grupo inglês como The Dark Side Of The Moon (1973) e Wish You Were Here (1975).

Em The Dark Side Of The Moon (1973), Wright participou do processo de composição de seis das nove músicas, entre elas “Time”, um dos maiores hits do álbum. The Dark Side Of The Moon (1973) que se tornou um dos discos mais vendido da história da música ficou 14 anos na parada dos 200 mais populares da “Bilboard”. Outro grande sucesso que teve participação de Wright foi a canção “Shine On You Crazy Diamond”, de Wish You Were Here (1975).

Wright lançou seu primeiro disco solo, Wet Dream (1978). No ano seguinte, ele foi demitido como membro oficial do Pink Floyd pelo baixista Roger Waters e em seguida contratado como músico de apoio.

Em 1984 lançou o esquecido disco Identity (1984) sob a alcunha de Zee Projekt. Somente em 1987, durante as gravações de A Momentary Lapse Of Reason (1987), Wright retornou ao Pink Floyd como membro, mas sem participar da composição do álbum. O tecladista voltaria a participar do processo criativo do Floyd no álbum The Division Bell (1994), compondo em parceria com David Gilmour as músicas “Cluster One”, “What Do You Want From Me”, “Marooned”, “Wearing The Inside Out” e “Keep Talking”.

Depois disso, Wright lançaria seu segundo disco solo, Broken China (1996), que conta com participação da cantora Sinead O’Connor, nas faixas “Reaching For The Rail” e “Breakthrough”.

No dia 2 de julho de 2005, Rick Wright (como era conhecido entre os amigos) participou do histórico show de reunião do Pink Floyd no festival Live 8, no Hyde Park, em Londres. “A família de Richard Wright, membro fundador do Pink Floyd, anuncia com grande tristeza que Richard morreu hoje, depois de uma rápida batalha contra o câncer”, disse seu porta-voz em um comunicado.

N.E.2 – Todos sabemos que o último ano foi agitado com especulações da volta do line up clássico da banda, mas por questões pessoais isso não foi possível. (Obrigado David Gilmour por ter tirado a chance de todos os fãs do Floyd de ver e ouvir a banda novamente, agora isso nunca mais será possível, muito obrigado mesmo).

Abaixo um vídeo feito por um fã e postado no Youtube com uma das canções mais conhecidas de Richard Wright “Summer Of ’68” do disco Atom Heart Mother (1970).

Pink Floyd – Site
Richard Wright – Wikipedia

Leia outras notícias sobre o Pink Floyd

Pink Floyd Será Tema De Um Cruzeiro Marítimo


Roberto Carlos e as micaretas que se cuidem: o Pink Floyd também está nos ramos dos cruzeiros marítimos. O “Great gig in the sea” (referência a um dos clássicos da banda, The Great Gig In The Sky) levantará âncora em 2009.
Durante o trajeto Miami-Bahamas, uma banda cover que diz ter sido aclamada por David Gilmour, tocará o álbum The Dark Side Of The Moon (1973) na íntegra.

Ao preço mínimo de US$ 379 (cerca de R$ 615) por pessoa, o pacote de três dias inclui jogos e festas tendo a banda progressiva inglesa como tema.
Marcado para maio do ano que vem, o cruzeiro foi concebido por duas empresas, uma delas a responsável pelas turnês do Pink Floyd nos EUA (e intitulada Think Floyd).

Hits dos discos Wish You Were Here (1975), Animals (1977) e The Wall (1979) também serão tocados pela banda cover.

Mais informações sobre o cruzeiro são encontradas no site Great Gig In The Sea.

N.E. Cada coisa não?! Se bem que seria interessante passar uns dias ouvindo Pink Floyd ao sol.

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre o Pink Floyd

Pink Floyd Recebe Prêmio Polar 2008


Mais uma vez a obra e influência do Pink Floyd foi reconhecida. A banda inglesa ganhou esta semana o prêmio Polar, em Estocolmo, Suécia, considerado o Nobel da música. O júri que deu o prêmio aos ingleses destacou a importância do Pink Floyd na evolução da música popular e sua união à arte. “O Pink Floyd inspirou e marcou o caminho para o desenvolvimento do rock progressivo”.

“Através de extensivas experimentações sonoras, eles captaram o espírito de toda uma geração, suas reflexões e atitudes.
O Pink Floyd criou ao longo dos anos uma música excitante e álbuns conceituais, de The Piper At The Gates Of Dawn (1967) ao monumental The Wall (1979) e incluindo seu último álbum, The Division Bell (1994). Eles também nos fizeram desvendar The Dark Side Of The Moon (1973). Quando o Rock ‘n’ Roll estava se desenvolvendo, o Pink Floyd estava à frente, moldando formatos sonoros que iriam influenciar toda uma geração de artistas para sempre”, declarou o júri.

O prêmio de um milhão de coroas suecas, cerca de US$ 157 mil, será entregue pelo rei Carl XVI Gustaf em uma cerimônia em Estocolmo que será realizada em 26 de agosto. Quem irá receber o prêmio pelo Pink Floyd é uma incógnita.

O Polar fio criado em 1989 e importantes nomes da música mundial já receberam o prêmio, entre eles Paul McCartney, Bob Dylan, Led Zeppelin, Elton John, Ray Charles, Stevie Wonder, Bruce Springsteen, Burt Bacharach, Dizzy Gillespie, B.B. King, e o brasileiro Gilberto Gil.

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre o Pink Floyd