Magellan Lança Cover De Música Dos Beatles


Os irmãos Wayne e Trent Gardner

O Magellan, que já estava há algum tempo parado, agora começa a lançar uma série de covers através de download digital. No mês passado o grupo lançou uma versão do clássico do Kansas ‘Dust In The Wind’ (leia AQUI). Essa semana eles anunciaram uma nova versão, trata-se de ‘Hello Goodbye’, outro clássico, dessa vez dos Beatles. “Sempre quisemos gravar essa música!” disse Trant Gardner, vocalista e tecladista da banda.

Produzidas por Trent Gardner, as covers servem como uma volta do grupo bem como para a divulgação dos relançamentos digitais dos discos da banda, que agora estão disponíveis no iTunes, NESSE LINK. ‘Hello Goodby’ foi lançada originalmente pelos Beatles no disco Magical Mystery Tour (1967).

O Magellan é uma banda/projeto de dois irmãos, Trent Gardner (voz e teclados) e Wayne Gardner (guitarra, baixo e voz), fundada em 1985 e tem 7 discos gravados, já teve inúmeros músicos cosagrados em seus discos como Ian Anderson do Jethro Tull e Tony Levin (Peter Gabriel, King Crimson e Levin, Torn, White).
O duo se encontra em estúdio nesse momento gravando a faixa ‘Keep It’ e segundo o próprio, as músicas serão lançadas no iTunes assim que completas e só então, no final de todo o processo haverá um disco completo em CD.

‘Hello Goodby’, custa $1,29 e pode ser comprado na loja do grupo através DESSE LINK.

Pra quem não conhece a banda o disco Innocent God (2007) pode ser ouvido logo abaixo:

Site
Facebook
Twitter
Myspace

Leia outras notícias sobre o Magellan

Anúncios

É Divulgado O Trailer Do Filme De Martin Scorsese Sobre O Beatle George Harrison


Por Marcelo Hessel

George Harrison: Living In The Material World (2011), o documentário sobre George Harrison (1943-2001) dirigido por Martin Scorsese (No Direction Home, Shine A Light), ganhou um trailer. O vídeo tem entrevistas com outros Beatles, músicos, além de fotos e vídeos de arquivo do guitarrista.

O longa mostrará a carreira do guitarrista nos Beatles, sua bem-sucedida empreitada solo e também sua passagem pelo cinema. A espiritualidade oriental, elemento chave tanto em suas composições como em seu cotidiano, também será central no filme, que será conduzido por narrações do guitarrista. O documentário conta também com material inédito de arquivo, como filmagens e fotos caseiras, fornecidas pelo arquivo particular da família de Harrison.

Living In The Material World (2011) ainda tem depoimentos dos amigos do guitarrista, incluindo Eric Clapton, Terry Gilliam, Eric Idle, George Martin, Paul McCartney, Yoko Ono, Tom Petty, Phil Spector, Ringo Starr e Jackie Stewart.

A viúva do beatle, Olivia, produz o filme ao lado de Scorsese. “A intuição que Martin Scorsese tem sobre George ficou evidente logo na primeira vez que nos encontramos para discutir o projeto. Ele consegue sentir tudo aquilo que constitui George: sua música, suas crenças, sua arte, seu lugar na história dos Beatles e toda a extraordinária vida que teve depois da banda. O incrível filme de Marty encontrou tudo isso e muito mais”, declarou a ex-esposa de Harrison no comunicado oficial.

Living In The Material World (2011) foi comprada pela HBO dos EUA, que vai exibir o documentário como um especial de duas partes, em 5 e 6 de outubro. Além disso, o filme deve rodar festivais pelo mundo, começando pelo New York Festival, que acontece de 30 de setembro a 16 de outubro.

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre os The Beatles

George Harrison: Documentário De Scorsese E Livro Saem Este Ano



Por Henrique Inglez De Souza

O documentário George Harrison: Living In The Material World (2011) teve a data de lançamento anunciada. Será no dia 10 de outubro (Reino Unido), via Lionsgate Home Entertainment UK. Poderão ser encontrados os seguintes formatos: DVD, Blu-ray, DVD Double (DVD+disco bônus) e DVD/Blu-ray Deluxe Edition (que inclui um CD exclusivo com faixas inéditas e um livro de fotografias).

O filme foi dirigido pelo premiado Martin Scorsese e trata da vida do guitarrista, que morreu de câncer em novembro de 2001. São abordados diversos pontos, desde os primórdios dos Beatles, em Liverpool, ao sucesso e suas variadas facetas (música, filantropia, cinema, devoção espiritual).

Scorsese reuniu entrevistas de Harrison e de alguns de seus amigos próximos (Eric Clapton, Terry Gilliam, Eric Idle, George Martin, Paul McCartney, Yoko Ono, Tom Petty, Phil Spector, Ringo Starr e Jackie Stewart). Além disso, há registros de shows, filmes caseiros e fotografias. De acordo com uma nota oficial, muito do que se verá no filme nunca chegou ao público.

“Como tantos milhões de pessoas, eu conheci George pela música, que foi a trilha sonora do nosso mundo”, contou Scorsese em um comunicado. “A música dos Beatles, aquelas maravilhosas partes líricas e aqueles solos do guitarra, as inesquecíveis canções de George, como ‘I Me Mine’ ou ‘If I Needed Someone’, e as imagens nas revistas, nas capas dos álbuns, as aparições na TV, as imagens nos noticiários, os filmes de Richard Lester e, então, havia o mundo depois dos Beatles, quando George e sua música pareciam florescer. Eu nunca vou me esquecer da primeira vez que ouvi ‘All Things Must Pass’ e da impactante sensação de curtir todas aquelas músicas gloriosas pela primeira vez”.

Além do documentário, foi anunciado o lançamento de um livro com o mesmo título, George Harrison: Living In The Material World (2011). A publicação deve ser disponibilizada no final de setembro, via Abrams Books. O material aborda toda a carreira e vida do guitarrista a partir de fotografias, cartas, anotações, entre outras coisas, do arquivo pessoal de Olivia Harrison, viúva de George.

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre os The Beatles

Disco Que Uniu Beatles E Cirque Du Soleil Estreia No iTunes


Love (2006), o álbum com temas remixados dos Beatles que serviu de trilha sonora para o espetáculo do Cirque du Soleil com o mesmo título, estará disponível para download no iTunes a partir de 8 de fevereiro, segundo informou nesta quarta-feira a gravadora EMI.

No mesmo dia também será lançado o documentário ‘All Together Now’, que narra o processo de criação do espetáculo, que estreou em junho de 2006 em Las Vegas, e que foi coroado com um prêmio Grammy.

A origem de Love (2006) remete ao acordo conquistado pelo fundador do Cirque du Soleil, Guy Laliberté, com George Harrison, Paul McCartney, Ringo Starr e a viúva de John Lennon, Yoko Ono, para montar um musical com as canções mais famosas do quarteto de Liverpool e com os personagens criados por eles ao longo de sua carreira.

Segundo informou a EMI, Love (2006) estará disponível na loja virtual como álbum completo ou como faixas individuais.

Site

Leia outras notícias sobre os The Beatles

 

All Things Must Pass, De George Harrison, Será Relançado Em Vinil


All Things Must Pass (1970), álbum que marcou a estreia do ex-beatle George Harrison em carreira solo, será relançado em vinil no próximo dia 26.

Limitada, numerada e remasterizada nos estúdios de Abbey Road, a reedição marca os 40 anos do disco triplo originalmente lançado em novembro de 1970.

A luxuosa caixa trará os discos em vinil de 180 gramas, a reprodução da arte do álbum em monocromia e um poster do cantor e estará disponível para venda exclusivamente nos estabelecimentos integrados ao projeto Record Store Day, que celebra as lojas de discos independentes nos Estados Unidos.

Quem preferir, poderá fazer o download pago da versão digital do disco através do SITE OFICIAL do cantor.

Coproduzido por Harrison e Phil Spector, All Things Must Pass (1970) conta com as participações de Ringo Starr, Eric Clapton e Billy Preston, entre outros músicos e inclui sucessos como “My Sweet Lord”, “Isn’t It A Pity” e “What Is Life” — o álbum também permanceu no tradicional Top 200 da revista “Billboard” por sete semanas consecutivas.

Veja o repertório completo de All Things Must Pass (1970):
Disco 1
Lado 1

1. I’d Have You Anytime
2. My Sweet Lord
3. Wah-wah
4. Isn’t It A Pity (Versão 1)

Lado 2
1. What Is Life
2. If Not For You
3. Behind That Locked Door
4. Let It Down
5. Run Of The Mill

Disco 2
Lado 1

1. Beware Of Darkness
2. Apple Scruffs
3. Ballad Of Sir Frankie Crisp (Let It Roll)
4. Awaiting On You All
5. All Things Must Pass

Lado 2
1. I Dig Love
2. Art Of Dying
3. Isn’t It A Pity (versão 2)
4. Hear Me Lord

LP3 (“Apple Jam”)
Lado 1

1. Out Of The Blue
2. It’s Johnny’s Birthday
3. Plug Me In

Lado 2
1. I Remember Jeep
2. Thanks For The Pepperoni

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre os The Beatles

Há 40 Anos, Chegava Ao Fim O Sonho Dos Beatles


Por Carlos Gosch

Há 40 anos, no dia 10 de abril de 1970, Paul McCartney anunciava a separação oficial dos Beatles em comunicado.

Pouco tempo depois, John Lennon concluia: o sonho havia terminado.

Na realidade, o grupo já tinha deixado de tocar juntos havia vários meses, quando terminou a gravação do álbum “Abbey Road”. Os quatro já estavam se dedicando a projetos pessoais, mas ninguém se atrevia a anunciar ao mundo a separação.

“Não deixei os Beatles. Os beatles deixaram os Beatles, mas ninguém quer ser o que diz que a festa terminou”, afirma Paul na autobiografia do grupo, “Anthology”.

Em abril de 1970, Paul lançava seu primeiro disco solo, “McCartney”, e queria evitar entrevistas nas quais, sem dúvida, seria perguntado sobre a situação dos Beatles.

O baixista decidiu que Derek Taylor, assessor de imprensa do grupo, prepararia um questionário, que seria respondido por ele distribuído junto com seu disco.

“Uma das perguntas foi: podemos dizer que os Beatles se separaram?’ Respondi: ‘Sim. Não voltaremos a tocar juntos'”, lembra.

Paul estava furioso com o trabalho feito pelo produtor Phil Spector com as fitas que o grupo tinha deixado paradas no ano anterior e que foram retrabalhadas e lançadas no álbum “Let it be”.

O trabalho de Spector foi aprovado por John e George Harrison, que não queriam que Paul lançasse seu álbum pela Apple Records – o selo criado pelo grupo – antes que “Let it be” e o disco de estreia de Ringo Starr começassem a ser vendidos.

“Estava tão cansado de tudo que disse: ‘Quero sair do selo’. A Apple Records era um lindo sonho, mas pensei: ‘Quero deixá-lo’. George me disse por telefone: ‘Você vai ficar no selo! Hare Krishna!’ e desligou”, lembra Paul.

“Não fui gravar ‘McCartney’ com a Apple. O fiz sozinho e disse para que o lançassem”, acrescenta.

Paul afirma que o grupo chegou a seu fim “quando John disse: ‘deixo os Beatles'”.

O vocalista já atuava junto com Yoko Ono em seu próprio grupo, o Plastic Ono Band, com o qual tinha lançado um álbum ao vivo, e, em janeiro de 1970, tinha gravado a música “Instant Karma”, com George e Spector.

Ringo afirma que, antes do anúncio de Paul, sempre havia a possibilidade de os Beatles continuarem juntos. “Quando estávamos no estúdio gravando ‘Abbey Road’ não dissemos: ‘acabou: último disco, última canção'”, assegura o baterista.

Mas a separação dos Beatles era inevitável. Como explica George Martin, o produtor que trabalhou com eles no estúdio de gravação durante oito anos, “a ruptura ocorreu por muitos motivos, sobretudo porque cada um dos meninos queria viver sua própria vida e nunca tinham conseguido”.

“Acho que nos separamos pelo mesmo motivo pelo qual as pessoas se separam. Precisávamos de mais espaço vital e os Beatles tinham se transformado em um espaço reduzido”, afirma Harrison na autobiografia do grupo.

Os quatro integrantes da banda seguiram seus caminhos separadamente, mas nunca deixaram de ser perguntados sobre um possível retorno, opção que foi descartada depois que John foi assassinado em Nova York, no dia 8 de dezembro de 1980.

Abaixo o vídeo de ‘When We Was Fab’ de George Harrison gravada em seu disco solo Cloud Nine (1987) com participação de Ringo Starr em homenagem que George fez aos próprios Beatles.

Site
Fonte

Confira Prévia Da Parceria Entre Ringo Starr E Paul McCartney


Ringo Starr adiantou o presente de Natal para seus fãs: mostrou, em vídeo postado em seu canal oficial no YouTube, trecho de Walk With You, uma música que gravou recentemente com o amigo e ex-companheiro nos Beatles Paul McCartney.

A faixa – que tem McCartney dividindo os vocais com Starr – faz parte de Y Not (2010), o 15º álbum de estúdio de Starr que será lançado em janeiro prócimo. Para compor ‘Walk With You’, o baterista teve uma ajuda do arranjador Van Dyke Parks, conhecido por seu trabalho com os Beach Boys.

Os ex-Beatles também tocam juntos em “Peace Dream”, em que Macca assume o baixo. Assista:

A parceria quebra jejum de 11 anos, quando a dupla gravou pela última vez. Em 1998, Starr convidou Paul McCartney e sua esposa, Linda McCartney (que morreu no mesmo ano), para faixas no disco Vertical Man (1998). O produtor George Martin e o também ex-Beatle George Harrison, vitimado por um câncer três anos depois, também participaram do disco.

Y Not (2010) o primeiro autoproduzido por Ringo, que considerou este seu “trabalho mais pessoal até agora” – será lançado em 12 de janeiro. Além de Macca, o artista recebeu convidados como Joss Stone, Ben Harper, Richard Marx e o cunhado Joe Walsh.

Site
Fonte

Leia outras notícias sobre os The Beatles